terça-feira, 31 de outubro de 2017

MPF, TCU e CGU Estariam Investigando Irregularidades na AEB

Olá leitor!

Não é segredo para ninguém de que o Blog BRAZILIAN SPACE não tem a menor simpatia pelo Sr. José Raimundo Braga Coelho, presidente de nossa Agência Espacial de Brinquedo (AEB), não só pela sua total e reconhecida incompetência na gestão desse órgão (cada vez menos representativo politicamente), mas também por desconfiarmos de sua índole como servidor público.

Pois então, no intuito de trazer a sociedade o que está acontecendo dentro deste órgão na administração desse banana, resolvi escrever este artigo apresentando a você leitor dois documentos do MPF- Ministério Público Federal (documentos públicos) motivados que foram por denuncias de irregularidades dentro desta Agencia de Brinquedo que, cada vez mais parece se tornar uma “Casa de Mãe Joana”, ou devo dizer, “Casa de Papai Coelho”.

Antes de tudo, se essas denuncias que estão sendo investigadas (neste caso) pelo MPF e outras que também estão sob investigação segundo tomamos conhecimento pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e também pela Controladoria-Geral da União (CGU) se confirmarem, como Cidadão Brasileiro exijo a imediata exoneração do Sr. Braga Coelho e de todos os servidores envolvidos nesses desmandos, bem como também o ressarcimento aos cofres públicos de todos os prejuízos causados pelas ações deste banana e de sua (até agora) suposta gangue, além é claro, se for o caso, xilindró para todos, ou seja camisa listrada para todos eles, o exemplo tem de ser dado.

Bom leitor, dando prosseguimento, o primeiro documento do MPF é datado de 06 de outubro de 2017, ou seja, trata-se na realidade de um documento de três páginas denominado de “Procedimento Preparatório nº 1.16.000.001644/2017-56 - RECOMENDAÇÃO Nº 50/2017” que trago na integra abaixo para você.


O segundo documento leitor denominado de “OFÍCIO Nº 7391/2017-MPF/PRDF/GAB) é datado de 10 de outubro de 2017, sendo referente ao primeiro e direcionado ao presidente da AEB, o Sr. Braga Coelho. (veja abaixo).


Bom leitor, para que haja uma melhor compreensão de sua parte quanto ao significado desses documentos, vale esclarecer que na verdade eles são recomendações do Ministério Publico Federal feita a AEB e ao seu presidente contra as perseguições a servidores que denunciaram e atualmente enfrentam as irregularidades dentro deste órgão espacial.

Entretanto apesar desta recomendação feita pelo MPF, segundo a minha fonte, o Sr. Braga Coelho, presidente deste órgão desprestigiado, ao que parece resolveu por descumpri-la, inclusive retirando a força equipamentos destes servidores e retirando-os da DSAD - Diretória de Satélites, Aplicações e Desenvolvimento (unidade com o maior orçamento da agencia), diretoria esta onde ainda segundo a minha fonte estariam ocorrendo as principais irregularidades e perseguições promovidas (pasmem) pelo seu próprio diretor, o Dr. Carlos Alberto Gurgel Veras, pelos coordenadores Cristiano Elias Cardoso e Rodrigo Leonardi e com anuência e suporte do presidente Braga Coelho.

As perseguições em questão vão da remoção imotivada da unidade de lotação desses servidores (para assim evitar que os mesmos tomem conhecimento e se posicionem contra as irregularidades) bem como a intimidação via abertura de sindicâncias e processos disciplinares para constranger e estigmatizar esses servidores.

Finalizando a minha fonte cita as principais irregularidades que estão sendo investigadas. São elas:

* Nomeação de servidores para atividades fora do rol dos cargos e funções (desvio de função).

* Nomeação secretas não informadas.

* Limitação de acesso dos servidores ao sistema de protocolo, de modo a dificultar o acesso e conhecimento de processos irregulares.

* Nomeação de Bolsistas sem processo seletivo público com divulgação de edital com critérios de seleção e resultados.

* Triangulação e burla de processos licitatórios usando o convênio com a FUNCAT.

* Terceirizados contratados por indicação de gestores da AEB e interferência nos trabalhos dos fiscais de contratos.

* Transferências de recursos para projetos com flagrantes incompletos em projetos.

* Transferência e transporte de equipamentos patrimonial irregular.

* Terceirizados executando tarefas e com acesso a sistema superior aos dos próprios servidores.

* Remoção de documentos digitais e extravios de processos físicos.

* Tráfico de influencia e advocacia administrativa.

* Assedio  moral a servidores que vem questionando tais irregularidades.

* Uso ilegal de Termo de Execução Descentralizada (TED) com a Fundação da UnB para contratação de estagiários e bolsistas para TI da AEB.

* Sistema de compra de passagens aéreas administrado ilegalmente por terceirizados (até junho) depois que um servidor denunciou e foi tirado do setor.

* Aquisição de um foguete para o Projeto do CVT Espacial que não foi entregue pelo fornecedor e que não recebeu nenhuma punição por ser ligado ao diretor do DSAD. (Ora leitor, talvez esteja aí o real motivo do atraso deste projeto)

Pois é leitor, são acusações gravíssimas e que segundo minha fonte estão sendo neste momento investigadas pelo MPF, pelo TCU e CGU e aqui ficaremos na esperança de que estes órgãos fiscalizadores cheguem ao fundo deste angu, e caso se confirme esta acusações, cobre dos órgãos competentes a punição exemplar necessária. Se existem bandidos na AEB, que eles sejam tratados de acordo. Camisa listrada para todos eles.

Duda Falcão

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Profissionais Preparam Equipe Para Atuar nas Atividades do CVT Espacial

Olá leitor!

Segue abaixo a nota postada hoje (30/10) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que profissionais preparam Equipe para atuar nas atividades do CVT Espacial.

Duda Falcão

Profissionais Preparam Equipe Para
Atuar nas Atividades do CVT Espacial

Coordenação de Comunicação Social – CCS
30/10/2017

Professores e alunos do IFRN participam de
oficinas no CVT-Espacial.

Um grupo da Agência Espacial Brasileira (AEB) ministrou no período de 23 a 27 de outubro, na cidade de Parnamirim (RN), oficina para professores e alunos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). A equipe capacitada vai atuar nas atividades oferecidas pelo Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Espacial, a ser inaugurado no dia 13 de novembro.

O objetivo principal do CVT-Espacial é promover o conhecimento científico e tecnológico para que estudantes de diferentes níveis escolares possam simular missões espaciais idealizadas como parte de um processo de educação continuada, em um ambiente adequado que ofereça recursos para realização de experimentos, ensaios, trocas de experiências e atividades de treinamento presencial e a distância.

O CVT-Espacial é uma iniciativa da AEB dentro do Programa de Apoio à Implantação e Modernização dos Centros Vocacionais Tecnológicos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), desenvolvido em parceria com o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) e com o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA).  A iniciativa também conta com a parceria da Secretaria de Educação de Parnamirim e do IFRN.

Uma das metas do centro é assistir alunos e professores das escolas de ensino fundamental e médio da região, oferecendo cursos de capacitação, oficinas e ensino tecnológico prático na área espacial.

Henrique explica o uso de drone em atividades
como Sensoriamento Remoto.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Bom leitor, todos que acompanham o Blog BRAZILIAN SPACE sabem de que somos um dos maiores defensores deste Projeto do CVT Espacial e assim torceremos para que este equipamento venha mesmo a ser inaugurado no dia 13 de novembro próximo, como citado nesta nota de nossa Agencia Espacial de Brinquedo (AEB). Entretanto diversas denuncias de irregularidades na gestão deste banana do Sr. Braga Coelho e de alguns servidores da AEB estão sendo investigadas neste momento pelo Ministério Publico Federal (MPF), pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e também pela Controladoria-Geral da União (CGU), e pode ser que o CVT Espacial esteja incluído entre essas irregularidades, como até eu acredito que esteja. Em breve trarei notícias sobre esta questão.

Ouvir Estrelas

Olá leitor!

Veja abaixo o que foi publicado dia (27/10) na coluna do jornalista Ricardo Boechat do site da Revista ISTOÉ.

Duda Falcão

AEB

Ouvir Estrelas

Criada 25 anos depois de o homem pisar a Lua, a Agência Espacial Brasileira avança célere em direção ao século XX. O corte de mais da metade do orçamento do ano que vem vai atingir em cheio o seu Programa de Satélites. Só um milagre sideral impedirá que os três lançamentos previstos para 2018/2019 – Cbers 4A, Veículo Lançador de Microssatélites e Amazônia 1 – sejam deixados para as calendas gregas.

Fonte: Site da Revista ISTOÉ - https://istoe.com.br

Comentário: Kkkkkk, grande novidade. Bom jornalista Ricardo Boechat, infelizmente os problemas que afetam o PEB e a esta Agencia Espacial de Brinquedo (AEB) são bem maiores do que a simples falta de recursos. Quer se inteirar um pouco mais sobre esta questão? Fique atento no Blog nas próximas horas.

sábado, 28 de outubro de 2017

Meteoro é Registrado no Céu do Sul do Espírito Santo

Olá leitor!

Segue abaixo uma interessante notícia publicada hoje (28/10) no site online do "Jornal Gazeta" de Vitória (ES) destacando que um Meteoro foi registrado no céu do Sul do Espírito Santo.

Duda Falcão

CIÊNCIA E TECNOLOGIA - ASTRONOMIA

Meteoro é Registrado no
Céu do Sul do Espírito Santo

Uma das câmeras do grupo de astronomia da UFES registrou o
momento em que o meteoro cruzou o céu

Por João Paulo Rocetti
Publicado em 28/10/2017 às 12h33
Atualizado em 28/10/2017 às 13h40

Foto: Divulgação/GOA/UFES
Grupo de astronomia da UFES registra meteoro no Sul do Estado.

Um corpo celeste cruzou o céu no Sul do Espírito Santo na madrugada deste sábado (28). Durante sua passagem, o meteoro riscou a noite e explodiu. O registro foi feito por um grupo de astronomia da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Assim que o registro foi feito, o grupo compartilhou com a estação de monitoramento astronômico da Exoss, que cadastra e pesquisa os eventos astronômicos no Brasil.

A equipe da Exoss informou que esse meteoro, a princípio, não tem relação com a chuva de meteoros que ocorreu na semana passada.

COMPARTILHE

Qualquer pessoa pode contribuir para o estudos dos meteoros. Se você flagrar um, cadastre o registro no site live.exoss.org ou envie para o whatsapp (12) 98181-7597. As colaborações podem ajudar em novos estudos.


Fonte: Site do Gazeta Online - 28/10/2017

IAE Reinaugurou Nesta Quinta-Feira (19) Observatório Astronômico

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (27/10) no site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), destacando que o instituto reinaugurou quinta-feira (19) o seu Observatório Astronômico.

Duda Falcão

IAE Reinaugurou Nesta Quinta-Feira
(19) Observatório Astronômico

Publicado: 27 Outubro 2017
Última atualização em 27 Outubro 2017

O Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) reabriu nesta
quinta-feira (19/10), às 19 horas, seu Observatório Astronômico

O Observatório passou por uma manutenção na sua infraestrutura predial nos últimos meses, após um incidente que danificou parte de sua cúpula. Os reparos necessários na estrutura foram realizados e o Observatório abre suas portas todas às terças-feiras, a fim de receber comitivas de escolas de todo o Vale do Paraíba e visitantes interessados em astronomia. Também recebe, anualmente, os alunos da Olimpíada Brasileira de Astronomia - OBA, da Agência Espacial Brasileira (AEB).

Sobre o Observatório

Inaugurado no final dos anos 60, o Observatório Astronômico foi, de longe, o maior instrumento astronômico totalmente construído à época, na América do Sul, e proporcionou a formação da primeira geração de Astrônomos no Brasil e gerou inúmeras teses de mestrado e graduação que se encontram na Biblioteca do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).



Fonte: Site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)

Comentário: Como autor do Blog e como cidadão brasileiro gostaria de agradecer a diretoria do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) a sua pronta reposta em trazer de volta para sua comunidade este importante equipamento educacional e de pesquisa. Parabéns IAE.

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Pesquisador: Não Há Provas de Que Múmias 'Extraterrestres' de NAZCA Sejam Uma Fraude

Olá leitor!

Segue abaixo notícia postada ontem (25/10) no site do “Sputniknews - Brasil”, destacando que segundo pesquisador não há provas de que as supostas múmias 'Extraterrestres' encontradas em  NAZCA sejam uma fraude. Entenda o caso clicando aqui.

Duda Falcão

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Pesquisador: Não Há Provas de Que Múmias
'Extraterrestres' de NAZCA Sejam Uma Fraude

Sputnik News Brasil
Publicado em 25/10/2017 - 11:57
Atualizado 25/10/2017 – 12:13

© CC0 / Pixabay

No final de junho passado, na cidade peruana de NAZCA foi encontrada uma múmia, cujo aspecto estranho provocou especulações sobre sua origem extraterrestre, enquanto outros especialistas acham que se trata de uma fraude arqueológica. No entanto, até o momento, não foram encontrados quaisquer sinais de modificações artificiais.

Edson Vivanco, um dos investigadores que tentam verificar a origem das chamadas "Múmias de NAZCA", afirma que "há muitos detalhes que indicam que esta [múmia] é real" porque "seria muito difícil recriar" alguns dos detalhes anatômicos, informa o RT, citando Reuters.

No entanto, o cientista confessa que teve uma sensação estranha ao ver uma mão com cinco falanges e apenas três dedos porque até hoje a literatura científica "nunca descreveu" um ser antropomorfo bípede assim.

O achado destes cinco corpos mumificados provocou uma grande polêmica, já que alguns pesquisadores acreditam que poderiam pertencer a criaturas extraterrestres.

Edson Vivanco opina que o objetivo principal de sua equipe de investigadores é "chegar até o fim, seja qual for o resultado", mas, até o momento, eles não encontraram nenhum sinal de modificação ou alteração artificial dos corpos.


Fonte: Site Sputniknews - http://br.sputniknews.com/

Comentário: Pois é leitor, essa pode ser a grande descoberta da humanidade e se for confirmada implicará em questões que a ciência convencional e seus cientistas retrógrados terão de engolir e lidar, bem como também as próprias religiões e seus defensores. Essas múmias com três dedos (nos pés e nas mãos) foram descritas em vários desenhos em paredes de cavernas em algumas regiões do mundo, mas que sempre foram vistas pela ciência convencional como personagens mitológicos dessas civilizações antigas. A existência física de cinco desses supostos personagens mitológicos joga por terra toda essa teoria, bem como também coloca outras semelhantes em cheque, já que esses desenhos em cavernas conhecidos há décadas só eram considerados como a descrição de algo real quando retratavam paisagens ou personagens que não colocavam a ciência convencional e seus pesquisadores retrógrados em apuros. Através do planeta existem diversos indícios que colocam a história convencional contada para a humanidade em cheque, e esta ciência retrograda e seus pesquisadores irresponsáveis tentam esconder e varrer pra debaixo do tapete esses indícios (escondendo inclusive grande parte dos mesmos em porões de museus ao redor do mundo) além de denegrirem a imagem das pessoas que optam por investigar esses indícios (pesquisadores e defensores que encaram a ciência como ela deve ser encarada), motivados que são por razões ideológicas, religiosas ou por qualquer outra razão injustificável. Tomara galera, tomara mesmo que esta suposta descoberta que agora chegou ao conhecimento público não seja uma farsa, pois já existe indícios suficientes para se questionar a história da humanidade defendida pela ciência convencional.

Atualizando Nossas Campanhas

Olá leitor!

Hoje é a última quinta-feira do mês de outubro e sendo assim é dia de atualizar você sobre as nossas campanhas em curso.

Bom leitor quanto à “Campanha para Regulamentação das Atividades de Grupos Amadores”, até esta semana 13 grupos já se inscreveram. São eles Auriflama FoguetesBANDEIRANTE Foguetes EducativosCarl SaganCEFABCEFECInfinitude FoguetismoITA Rocket Design, NTAProjeto JupiterUFABC Rocket Design e PEUE (Pesquisas Espaciais Universo Expansivo), Grupo Pionners Grupo: GREAVE. Vamos lá gente, cadê os grupos amadores desse país, vocês não querem se organizar? (OBS: Continuo esperando que os 13 grupos inscritos respondam se há algum entre vocês que tem o interesse de organizar e sediar um ‘Seminário’ para discutirmos as atividades de espaçomodelismo no Brasil?)

Já quanto á “Campanha de Manutenção do Blog”, apenas três colaboradores realizaram até hoje as suas contribuição no mês de outubro no vakinha.com.br. Eles foram:

1 - Leo Nivaldo Sandoli
2 - Mariana Franga
3 - Sérgio de Melo Moraes (CEPA)

OBS: informo aos leitores que ainda não sabem que  a campanha de manutenção do Blog pode ser acessada pelo link: http://www.vakinha.com.br/vaquinha/manutencao-do-blog-brazilian-space.

Enfim... vamos continuar aguardando que a partir da próxima semana haja uma mudança de postura de nossos leitores com as nossas campanhas, para que assim possamos efetivamente continuar contribuindo com o Programa Espacial Brasileiro, e quem sabe, com a permanência do blog online ou a criação do Portal Espacial que é hoje o nosso principal objetivo.

Duda Falcão

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Carta Invitación a los Hermanos Latinoamericanos

Hola hermanos de América Latina!

Aquí quien habla es Duda Falcão, autor del Blog BRAZILIAN SPACE, este especializada en la difusión de las actividades espaciales brasileñas y sus ciencias relacionadas.

Como amante de esta área de la ciencia y la conciencia de su importancia para el desarrollo de mi país, así como la totalidad de nuestro continente latinoamericano, vengo aquí para hacer mi contribución como  ciudadano brasileño y latino-americano en favor de una mejor educación y formación de nuestros jóvenes en esta área espacial, la última frontera para ser explotados por el hombre.

Me dirijo a ustedes jóvenes universitarios de América Latina que son integrantes en sus universidades de algún grupo o equipo de estudiantes que actúan en el área de cohetes y minicohetes. Tienen el conocimiento de que en Brasil se realiza desde 2014, en la ciudad de Curitiba (capital del estado de Paraná), una competición de lanzamientos minicohetes que ha crecido año tras año, y en 2018 se celebrará su ‘5ª edición’, la segunda edición del evento promovido por la recientemente creada Asociación Brasileña de Minicohetes (ABMf) o la Brazilian Association of Rocketry (BAR), asociación a la que este autor es uno de sus miembros.

Pues entonces, con el estimado apoyo del presidente de la BAR, el Prof. Carlos Henrique Marchi, vengo a través de esta 'Carta de Invitación' invitar oficialmente a todos equipos universitarios o no (equipos aficionados) de países latinoamericanos que quieran participar de este gran evento en Brasil.

Jóvenes latinoamericanos, traiga su experiencia para nosotros, nos ayuden a desarrollar el “Cohetemodelismo” en nuestra región, así como también la integración espacial latinoamericana. Será ciertamente una experiencia inexcusable para todos nosotros.

Para mayor información sobre el evento entre en contacto (puede ser en español incluso sin problema) con el Prof. Carlos Henrique Marchi por los contactos:

Sitio del evento: http://www.foguete.ufpr.br/


Facebook del evento: https://www.facebook.com/groups/minifoguete/ (pida su inclusión en el grupo)

Grupo del evento en el WhatsApp: Festival de Minifoguetes (pida su inclusión en el grupo)


Duda Falcão

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Prepare-se! Fortes Tempestades Magnéticas Afetarão a Terra nos Próximos Dias

Olá leitor!

Segue abaixo notícia postada hoje (24/10) no site do “Sputniknews - Brasil”, destacando que Fortes Tempestades Magnéticas afetarão a Terra nos próximos dias.

Duda Falcão

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Prepare-se! Fortes Tempestades Magnéticas
Afetarão a Terra nos Próximos Dias

Para o início de novembro está previsto uma tempestade
muito forte de categoria G3 que durará alguns dias.

Sputnik News Brasil
Publicado em 24/10/2017 – 13:18

© CC BY 2.0 / Centro de Voos Espaciais Goddard da NASA

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA adverte que nos próximos dias sentiremos os efeitos de uma série de tempestades geomagnéticas de diferentes intensidades. Em particular, em 24 de outubro será possível observar uma tempestade de menor categoria G1, enquanto que no dia seguinte (25) nos espera uma tempestade moderada de categoria G2.

Os fenômenos geomagnéticos de maior intensidade afetarão a Terra no início de novembro. Assim, nos dias 2 e 3 do próximo mês, as pessoas sentirão a influência de uma forte tempestade de alta categoria G3.

O que é uma tempestade magnética?

Uma tempestade magnética é o resultado da reação do nosso planeta às erupções solares, que vêm em nossa direção em forma de vento solar. O Sol expulsa bilhões de partículas, que são capazes de atingir a Terra em poucos dias.

A magnetosfera, campo magnético da Terra, minimiza os efeitos deste fenômeno para que esse plasma solar não produza "efeitos catastróficos", além disso, os seres humanos "sempre coexistiram com tempestades magnéticas, inclusive quando não tinham conhecimento da atividade solar e do campo geomagnético" de nosso planeta.

Como nos afetam?

As pessoas mais sensíveis a esses eventos climáticos são suscetíveis a sofrer de desconforto físico, como dores de cabeça, irritabilidade, esgotamento ou ansiedade.

No entanto, o diretor do Instituto de Investigação em Física Nuclear da Universidade Estatal de Moscou, Mikhail Panasyuk, explica que nosso organismo é composto principalmente de água, "que é um elemento condutor", por isso, "se altera o campo eletromagnético [da Terra], ocorrem processos dentro de nosso corpo".


Fonte: Site Sputniknews - http://br.sputniknews.com/

Condições Para Realizar Lançamentos no V Festival Brasileiro de Minifoguetes (2018)

Olá leitor!

Foi postado ontem (22/10) no "Blog Minifoguete", uma nota da Comissão de Eventos da Brazilian Association of Rocketry (BAR), apresentando as condições para que as equipes participantes possam realizar lançamentos durante o “V Festival Brasileiro de Minifoguetes (2018)”. Vocês que pretendem participar desde evento é bom ficar atentos a esta nota.

Duda Falcão

Condições Para Realizar Lançamentos no
V Festival Brasileiro de Minifoguetes (2018)

22/10/2017

As seguintes condições deverão ser atendidas para que qualquer minifoguete possa ser lançado durante o V Festival Brasileiro de Minifoguetes (2018).

Minifoguete com motor comercial:

1) Fazer a inscrição do minifoguete preenchendo todas as informações pertinentes do formulário.

2) No mínimo dois voos-teste.

3) As seguintes condições devem ser atendidas em cada voo-teste:

a) Voo estável ou quase estável, ou seja, que o minifoguete tenha subido verticalmente ou dentro de um ângulo máximo de 30 graus com a vertical durante a fase propulsada.

b) Que o sistema de recuperação tenha funcionado conforme projetado ou esperado (exceto  na categoria Fundamental), resultando em um pouso sem danos estruturais ao minifoguete, com exceção das empenas.

Minifoguete com motor não comercial:

1) Todas as mesmas condições de minifoguete com motor comercial.

2) Fazer a inscrição do motor-foguete preenchendo todas as informações pertinentes do formulário.

3) Sem anomalias importantes no motor em cada voo-teste, isto é, sem explosão, sem ejeção de componentes como tubeira e tampa do motor.

4) No mínimo três testes estáticos com medida do empuxo versus tempo sem anomalias importantes em cada motor, isto é, sem explosão, sem ejeção de componentes como tubeira e tampa do motor.

O atendimento às condições acima não garante o lançamento do minifoguete no evento devido ao limite de lançamentos em cada categoria, sistema de pontuação e número de equipes inscritas.

Mesmo havendo vagas disponíveis para lançamento em qualquer categoria do evento, poderá ser indeferida a inscrição do minifoguete que:

· Não tiver no mínimo dois voos-teste antes do evento.

· Não tiver no mínimo três testes estáticos antes do evento, para o caso de motor não comercial.

· Não cumprir o prazo máximo de inscrição (31 Mar 2018).

· Tiver falta de informações nos formulários de inscrição do minifoguete e do seu motor (se não comercial).

· Tiver características diferentes dos minifoguetes dos voos-teste a ponto de comprometer a sua estabilidade em voo e segurança do público.

· Tiver motor não comercial com características diferentes dos motores testados estaticamente a ponto de comprometer o seu funcionamento e segurança do público.

Observações e recomendações:

Ø Não há limite para a quantidade de voos-teste que uma equipe poderá fazer. Portanto, recomenda-se que a equipe faça a quantidade necessária de voos-teste para atingir as condições mínimas já descritas acima.

Ø Não há limite para a quantidade de testes estáticos que uma equipe poderá fazer. Portanto, recomenda-se que a equipe faça a quantidade necessária de testes estáticos para atingir as condições mínimas já descritas acima para o caso de motor não comercial.

Ø O objetivo das restrições acima é reduzir substancialmente o risco de acidentes durante o evento.

Comissão de Eventos
Associação Brasileira de Minifoguetes (BAR)


Informações sobre o V Festival Brasileiro de Minifoguetes (2018) estão disponíveis em:

Site do evento: http://www.foguete.ufpr.br/


Facebook do evento: https://www.facebook.com/groups/minifoguete/ (peça a sua inclusão no grupo)

Grupo do evento no WhatsApp: Festival de Minifoguetes (peça a sua inclusão no grupo)



Fonte: Blog “Minifoguete“ - http://minifoguete.blogspot.com.br

Fórum da Indústria Espacial Brasileira: Inovações, Tendências e Oportunidades

Olá leitor!

Curiosamente a nossa Agencia Espacial de Brinquedo (AEB) em conjunto com a Agencia Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e o Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP), irão promover dia 08/11 próximo o “Fórum da Indústria Espacial Brasileira:  Inovações, Tendências e Oportunidades”.


Bom leitor, sinceramente não sei onde existe uma indústria espacial brasileira, já que no mercado sobrou apenas alguns gatos pingados e pequenas startups que só Deus sabe como sobrevivem. Afinal as mais saudáveis empresas deste diminuto setor estão hoje na mão dos conglomerados estrangeiros, e de brasileiras elas não tem mais nada, enfim...

O mais engraçado é que no site do evento aparecem desenhos de capsulas, rovers, sondas espaciais, e o escabau a quatro. Ora leitor me deixe, esse Sr. Braga Coelho não é só um completo banana, entre outras coisas é também um completo maluco.

Porém quem se interessar por esta fantasia, pode ser escrever para o evento pelo link: https://docs.google.com/forms/d/1eb5-td4A0hdbGlarawxz7I0scKjGCyRBJn06clbob-0/viewform?ts=59cab077&edit_requested=true

Duda Falcão

804 Metros: Novo Recorde Brasileiro Para Minifoguete Com Motor da Classe G

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (01/10) no "Blog Foguete UFPR" noticiando o novo recorde brasileiro para minifoguete com Motor da Classe G.

Duda Falcão

804 Metros: Novo Recorde Brasileiro Para
Minifoguete Com Motor da Classe G

Prof. Carlos Henrique Marchi
01/10/2017

No dia 7 Set 2017 o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb atingiu 804 metros de apogeu com um motor-foguete da classe G, estabelecendo um novo recorde brasileiro para minifoguetes e espaçomodelos com motor da classe G, conforme divulgado no link:


Vídeo do lançamento: https://youtu.be/64VnNKNrzqE

Com o mesmo tipo de motor, no dia 23 Mar 2017 o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-V já havia estabelecido o primeiro recorde brasileiro ao atingir 575 metros de apogeu.

Vídeo do lançamento: https://youtu.be/mKw4sFsQBko

E com massa de lastro adicionada, o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VI foi o campeão da categoria apogeu 500 metros no Festival Brasileiro de Minifoguetes 2017 ao atingir 489 metros de apogeu em 30 Abr 2017.

Vídeo do lançamento: https://youtu.be/8Aue22FedfQ

Em 24 Jun 2017 tentamos um novo recorde, mas o minifoguete ficou instável após o fim da queima, atingindo apenas 271 metros de apogeu. A causa provável da instabilidade foi o rolo de fita que ficou solto dentro da cápsula; no fim da queima, a desaceleração do minifoguete causou um movimento da fita que levou à instabilidade do voo. Essa fita foi usada junto com um paraquedas na recuperação do minifoguete.

Tentamos lançar o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb nos dias 17 e 18 Ago 2017 mas o tempo não ajudou, com chuviscos e nuvens baixas.

Embora a equipe de lançamento tenha visto a região na qual o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb caiu após o seu voo, ele só foi localizado devido ao ruído sonoro emitido pelo buzzer que carregou a bordo.

Características principais do minifoguete Netuno-R-Beta/Paraná-VIIb:

·         Comprimento total = 637 mm

·         Diâmetro máximo = 44,4 mm

·         Massa total no momento do lançamento = 679,8 g

·         Motor-foguete: Netuno-Reduzido-Beta

·         Cápsula: Paraná-VIIb

·         Massa de propelente = 131,4 g

·         Número de empenas = 3

Características principais do motor Netuno-R-Beta:

·         Impulso total = 108,1 N.s

·         Empuxo médio = 81,6 N

·         Tempo de queima = 1,34 s

·         Impulso específico = 85,7 s

·         Classe = G80

·      Os cinco parâmetros acima são baseados na média de cinco testes estáticos

·         Vídeo de um teste estático: https://youtu.be/AWS0brFhjEM

·         Material: ligas de alumínio

·         Propelente: KNSu prensado a frio

·         Combustível: açúcar comum (35% em massa)

·      Oxidante: fertilizante de nitrato de potássio Krista K/Yara (65% em massa)

Características principais da cápsula Paraná-VIIb:

·         Fuselagem: tubo de PVC de 40 mm de diâmetro externo nominal

·      4 altímetros a bordo: 2 micropeak da Altus Metrum, 1 stratologger SL100 da PerfectFlite e 1 mau da Rocket Science Modeltronics

·         Sistema de recuperação: paraquedas circular de 295 mm de diâmetro

·      Sistema de ejeção: 0,5 g de pólvora-negra granulada acionada pelo stratologger no apogeu e acondicionada dentro de um canister da Pratt Hobbies

·         Buzzer

·         Alimentação: 2 baterias A23 de 12 V e 3 baterias CR 1025

Condições do lançamento:

·         Local: Vacaria da CPAI/DEPEN/PR em Piraquara (PR)

·         Altitude em relação ao nível do mar = 913 m

·         Rampa de lançamento de 3 hastes

·         Ângulo de lançamento com a horizontal = 89 graus

·         Pressão do ar = 91,8 kPa

·         Temperatura do ar = 27 g C

·         Umidade relativa do ar = 30 %

·         Velocidade do vento = 0 a 9,1 km/h

Resultados principais do voo do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb:

·         Apogeu = 804 m  (média de 4 altímetros)

·         Tempo de voo até o apogeu = 10,1 s  (média de 4 altímetros)

·         Velocidade máxima = 779 km/h (média de 2 altímetros)

·         Aceleração máxima = 46 g  (média de 2 altímetros)

·         Altura no fim da queima = 144 m  (média de 2 altímetros)

·         Velocidade média de queda = 65 km/h (dado de 1 altímetro)

·         Tempo total de voo = 54,4 s  (dado de 1 altímetro)

·        Distância entre os pontos de lançamento e de impacto após o voo = 321 m

O lançamento do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb foi uma realização da Equipe Gralha Azul, que é formada pelo Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS) [http://www.foguete.ufpr.br/] da Universidade Federal do Paraná (UFPR), equipe GREAVE da Universidade Positivo e Grupo de Foguetes Tsiolkovski da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) de Francisco Beltrão (PR).

Este apogeu de 804 metros do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb também é o recorde de apogeu do Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb na rampa de
lançamento momentos antes do voo.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb decolando.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb durante
a fase propulsada.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb em
voo balístico ascendente.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb
caindo com paraquedas.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb no local do pouso.
Equipe do lançamento do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb
na Vacaria da CPAI/DEPEN/PR em Piraquara (PR).
Gráfico da trajetória do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb.
Tubo do motor Netuno-R-B com seu grão-propelente
do tipo tubular cônico.
Teste estático do motor Netuno-R-B em 16 Jul 2016.
Componentes do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb
após o seu voo.
Altímetro StratoLogger SL100 usado para controlar a 
ejeção do paraquedas do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb.
Dois altímetros micropeak e um MAU usados para 
registrar a trajetória do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb.

A obtenção deste recorde do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb só foi possível graças às seguintes instituições, laboratórios e empresas:

·       Departamento de Engenharia Mecânica (DEMEC) do Setor de Tecnologia (TC) da UFPR

·       CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Brasília

·      CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Brasília

·         Laboratório de Máquinas Hidráulicas (LMH) do DEMEC/TC/UFPR

·         Curso de Engenharia Mecânica da Universidade Positivo

·         Solve Indústria Mecânica de Curitiba (PR)

·         Bovenau de Rio do Sul (SC)

·         Laboratório de Metrologia Dimensional do DEMEC/TC/UFPR

·         Colônia Penal AgroIndustrial (CPAI) do Departamento Penitenciário (DEPEN) do Paraná

·         Microns Indústria Mecânica de Pinhais (PR)

Somos muito gratos a todos pelo apoio.


Fonte: Blog “Foguete UFPR“ – 01/10/2017 – http://fogueteufpr.blogspot.com.br/