quarta-feira, 14 de junho de 2017

INPE Recebe Alunos de Escola Rural Premiados pela NASA

Olá leitor!

Segue abaixo nota postada hoje (14/06) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que o instituto recebeu estudantes da escola rural de Mogi das Cruzes (SP) que foram premiados em Concurso da NASA.

Duda Falcão

INPE Recebe Alunos de Escola
Rural Premiados pela NASA

Quarta-feira, 14 de Junho de 2017

Estudantes do 4° e 5° anos da Escola Municipal Antonio Pedro Ribeiro, da área rural de Mogi das Cruzes (SP), conheceram o laboratório de integração e testes de satélites, o centro de rastreio e a sala onde fenômenos solares são monitorados, entre outras instalações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP).

Acompanhados de seus professores, doze alunos foram recepcionados na segunda-feira (12/6) pelo diretor Ricardo Galvão, que parabenizou as crianças de apenas 9 e 10 anos de idade pela menção honrosa recentemente conquistada no concurso “NASA Ames Space Settlement Contest”, promovido pela agência espacial americana.

“Fiquei muito impressionado com o carinho e dedicação dos professores com os alunos. Essa premiação da NASA é ‘só’ mais uma que os alunos ganharam, entre concursos de robótica, música, medalhas na OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica) etc. Realmente impressionante”, diz Fabrício de Novaes Kucinskis, da Divisão de Eletrônica Aeroespacial do INPE. O engenheiro realizou uma palestra na escola de Mogi das Cruzes e fez o convite para uma visita ao Instituto.

Para o concurso da NASA, os estudantes criaram uma estação espacial sustentável, batizada de Mogi C I. O projeto foi coordenado pelo instrutor de informática João Kleber Indena Martins, que classificou a visita ao INPE como “muito motivadora” aos alunos, que já se preparam para novos desafios.

Grupo visita o LIT - Laboratório de Integração
e Testes do INPE.
Estudantes e professores em uma das câmaras
para testes de satélites.
Diretor recebe os jovens alunos.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Um comentário:

  1. " DA OMISSÃO A AÇÃO POSITIVA EM PROL DE ESPAÇOMODELISMO E O PEB"

    Vejam bem!! Eu sempre bato na mesma tecla, quando analiso tal situação com o PEB, dizendo: Os povos sem ciência e o domínio da tecnologia espacial, não passaram de simples pintores de plataformas, carregadores de tanques de propelentes e meros observadores convidados, de potentes lançamentos á distâncias, nos mirantes de cada centros, inclusive o de Alcântara, se vacilarmos, e perdermos mais tempo, com promessas, e blá,..blá,..blá.
    Nenhum obstáculo será tão grande, se o INVESTIMENTO for á ALTURA e CONSTANTE, na dedicação e construção do nosso VLM. Primeira formula, pensemos grande para não se arrependermos ainda mais, com o fator tempo já consumido, comecemos com um projeto de um LANÇADOR MODESTO, porem eficiente, e andemos o mais rápido possível, sabe porque!!!! Porque modéstia parte, os nossos vizinhos "Hermanos Argentinos", e o exemplar grupo " ROCKET LAB", da Nova Zelândia, estão dando, ou já deram um grande salto para vencer a velha força da gravidade, que prende ainda, o Programa Espacial Brasileiro.
    Por outro lado, contrariando aos péssimos exemplos de desleixos com o PEB, dos 5 últimos governantes anteriores do país, ao sobrevivente atual, além dos escândalos de corrupções, que sangram as nossas divisas, que serviriam demasiadamente para decolarmos de vez para o espaço, se bem investidos. A coletividade dos grandes bandeirantes universitários da COBRUF, dos grupos velhos pioneiros ainda existentes, da OBA, SPACECAMP e do Festival de Mini-Foguetes de Curitiba, oxigenam de ordem e progresso o lema da nossa bandeira.
    O espaço e a astronomia, mais do que qualquer outra disciplina, têm a capacidade de inspirar jovens e criar uma excitação em um ambiente de sala de aula que pode se espalhar para outras áreas acadêmicas. É uma ferramenta fenomenal que pode ser usada para chamar a atenção de qualquer nível de idade do aluno e os mantém focados no assunto que está sendo ensinado.
    Centenas de escolas e milhares de professores descobriram que temas de foguete e espaço têm muitos benefícios, além de apenas ensinar a física do vôo. Aqui estão alguns dos benefícios positivos que você verá também ao usar temas do espaçomodelismo em sala de aula:
    1. A assistência melhora. Como os alunos são inspirados pelo espaço e pela astronomia, eles não querem perder a aula quando esses assuntos são ensinados; E, portanto, o absenteísmo diminui dramaticamente.
    2. As suspensões diminuem . Os alunos não querem perder parte da teoria e em laboratórios, então eles se comportam melhor na aula e principalmente nos campos de lançamentos.
    3. Aumento da participação . Os alunos tornam-se mais atentos quando assuntos relacionados ao espaço que estão sendo ensinados e estão mais inclinados a participar nas discussões em sala de aula.
    4. Aumento da capacidade de leitura, física, química, eletrônica, programação, robótica e matemática . Não só as notas aumentam nessas áreas importantes, mas também melhoram em todos os outros assuntos quando o aluno faz a conexão entre esses assuntos e se destaca em seu outro trabalho relacionado ao espaço.
    5. Aumento da auto-estima . Os alunos ganham valor próprio e ficam orgulhosos de suas conquistas na construção e no vôo de seus próprios foguetes.
    Aqui estão alguns dos benefícios a longo prazo fornecidos usando continuamente a "ferramenta" espacial e de astronomia na sala de aula.
    1. Progresso académico . Quando os tópicos da astronomia e do espaço são continuamente envolvidos ​​ao longo da progressão do curso do aluno, eles são mais propensos a continuar sua educação ao frequentar a faculdade.
    2. Aumento do apoio dos pais . Quando o aluno está entusiasmado com a aprendizagem e assume um papel ativo na tentativa de melhorar a si mesmos, os pais também serão atraídos para o processo. Foi demonstrado em vários estudos que os pais desses alunos têm vontade de se sacrificar financeiramente para manter seus filhos na escola.






    ResponderExcluir