quarta-feira, 11 de março de 2015

ITASAT-1 News - First Edition

Olá leitor!

Recebi ontem (10/03) um e-mail do Major Elói Fonseca, professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e gerente do Projeto ITASAT-1, informando o seguinte:

- Os alunos tem sempre mantido o site do projeto atualizado e o alimentado com notícias, porém como o Major Elói se comprometeu em manter transparente o andamento do projeto, a equipe preparou um resumo do status atual que estará sendo colocado no ar na página do projeto (www.itasat.ita.br) provavelmente ainda hoje. O resumo em questão (em arquivo word) poderá ser acessado pelo leitor através do menu ‘O PROJETO’, sendo que a intenção da equipe é continuar mantendo este link periodicamente atualizado com o status das atividades. Fique atento.

- Segundo o Major Elói a equipe teve de enfrentar um delay em função da fabricação e da autorização da exportação das câmeras, rodas de reação e alguns outros itens críticos ao projeto, porém as atividades avançaram significativamente na questão de planejamento de integração, software de bordo, integração de sistemas e equipamentos de suporte e teste (EGSE).

- E finalizando o Major Eloi informou que a previsão atualizada é que após a entrega dos itens importados em abril, a equipe tenha em mãos o modelo de engenharia integrado e testado até a primeira quinzena de julho, enquanto o modelo de voo será integrado e testado até o início de setembro e finalmente então, na segunda quinzena de setembro, o ITASAT-1 será enviado ao exterior para preparação para o lançamento, sendo que este lançamento está previsto para ocorrer no ultimo trimestre de 2015.

Duda Falcão

2 comentários:

  1. Oi Duda.
    Meu nome é Bruno, e estou realizando uma pesquisa sobre a formação do consenso na atividade científica. Escolhi como tema a construção do satélite SABIA-MAR, mesmo que na fase de projeto. Preciso de algumas informações que não encontro na parte legislativa, decretos, etc, como por exemplo, o por que da escolha de um satélite ligado a pesca e alimentação, quando era chamado de SABIA3, ou por que a Espanha entrou e logo saiu. Eu não encontro informações sobre as motivações políticas, científicas ou econômicas para a construção um projeto de satélite desse tipo e não de outro tipo, e para esse projeto figurar a volta da cooperação científica espacial entre Brasil e Argentina.
    Por favor, se você possuir algum material ou puder me indicar algum, eu ficaria muito agradecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno!

      Veja bem, o que eu sei é o que você pode encontrar no documento intitulado "Programa de Cooperação Entre a Agência Espacial Brasileira e a Comissão Nacional de Atividades Espaciais da República Argentina Referente ao Projeto Sabia-3" - (Veja aqui: http://www.aeb.gov.br/wp-content/uploads/2012/09/AcordoArgentina98b.pdf), documento este que é de 1998. Se este documento não for o ideal para esclarecer suas dúvidas, sugiro que entre em contato com a AEB ou com o INPE e busque o apoio deles. Tá ok? Boa sorte Bruno.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir