sábado, 7 de março de 2015

Em Alcântara, Solenidade Marca os 32 Anos de Implantação do CLA

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada hoje (07/03) no jornal “O Estado do Maranhão” destacando a solenidade de comemoração pelos 32 anos de criação do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

Duda Falcão

Geral

Em Alcântara, Solenidade Marca os
32 Anos de Implantação do CLA

Evento aconteceu ontem no Centro de Lançamento de Alcântara
e contou com a presença de autoridades; diversas pessoas foram
homenageadas com diploma Amigo do CLA; diretor destacou contexto
histórico que propiciou a instalação do órgão

O Estado do Maranhão
07/03/2014

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) promoveu, na manhã de ontem, no pátio do setor técnico da instituição, em Alcântara, solenidade alusiva aos seus 32 anos de fundação. Na ocasião, foram entregues diplomas Amigo do CLA. Por terem obtido destaque em suas atividades no ano passado, também foram homenageados, na ocasião, o Graduado Padrão, o Praça Exemplar e o Servidor do Ano.

A cerimônia, que contou com todo o efetivo militar do CLA, foi presidida pelo diretor do Centro, coronel aviador Cláudio Olany Alencar de Oliveira. No início da cerimônia, além do hasteamento das bandeiras, houve desfile das tropas militares do CLA. Em seguida foi feita a entrega dos diplomas.

Em discurso, o diretor do CLA destacou o contexto histórico que propiciou a implantação da instituição em âmbito nacional. O coronel enfatizou ainda a importância do Centro de Lançamento para o estado. Ele também falou sobre as conquistas, no âmbito da tecnologia, proporcionadas por meio de estudos e pesquisas desenvolvidos pelo Centro. "Muitas tecnologias foram aprimoradas no setor aeroespacial por meio de lançamentos realizados no CLA, além do que a unidade da Força Aérea Brasileira [FAB] atua no cotidiano da cidade onde se situa por meio de ações de cidadania, educação e saúde", destacou.

Fotos/Divulgação
Autoridades presentes à solenidade ontem,
no Centro de Lançamento.
Desfile militar no Centro de Lançamento de Alcântara, ontem.

Centro de Lançamento Fará Operações Este Ano

O diretor Cláudio de Oliveira destacou ontem os projetos futuros do CLA para este ano. "São muitos os projetos que começarão nos próximos meses. Serão desafios que farão do CLA uma instituição ainda mais forte do que já é", afirmou o diretor.

Em entrevista a O Estado, em janeiro deste ano, Cláudio de Oliveira antecipou, com exclusividade, o cronograma de atividades que serão desenvolvidas pelo CLA este ano, dentre elas, o lançamento de foguetes de treinamento, previsto para ocorrer no mês de abril.

Além deste lançamento, o diretor também confirmou, na ocasião, que para este ano também estão previstos testes de integração no sistema do Veículo Lançador de Satélites (VLS) com a plataforma de lançamento Torre Móvel de Integração (TMI) - totalmente reconstruída após o acidente ocorrido na sede do CLA, em 2003, que culminou com a morte de 21 pessoas.

O Centro já realizou o lançamento de 470 veículos espaciais nacionais e estrangeiros. No total, 93 operações foram organizadas pela instituição.

“Muitas tecnologias
foram aprimoradas
no setor aeroespacial
por meio de lançamentos
realizados no CLA, além do
que a unidade da Força
Aérea Brasileira [FAB] atua
no cotidiano da cidade”

Coronel aviador Cláudio Olany
Alencar de Oliveira, diretor do CLA

MAIS

Criado por meio do decreto federal nº 88.136 de 1º de março de 1983, o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) tem por missão executar as atividades de lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais e de coleta e processamento de dados de suas cargas úteis, bem como a execução de testes e experimentos de interesse do Comando da Aeronáutica, relacionados com a Política Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais (PNDAE).

Números

470 veículos foram lançados por meio de operações desenvolvidas pelo CLA

32 anos é o tempo de existência do CLA

93 operações foram promovidas, até hoje, por técnicos do CLA


Fonte: Jornal “O Estado do Maranhão” - pág. 05 – 07/03/2014

Comentário: Bom leitor, já disse o que penso sobre esta solenidade que para mim é descabida, apesar dos números aqui apresentados. Afinal o CLA foi criado primordialmente para lançar satélites e isto ele ainda não o fez Enfim... Outra coisa, em nossa opinião pessoal o diretor do centro se precipitou quando confirmou a realização da “Operação São Lourenço 1” (Vôo simulado do VLS-1/VSISNAV) para ainda este ano, há não ser que o COMAER esteja planejando realizar uma operação maquiada sem a presença do SISNAV, visando com isto dar uma resposta a Sociedade Brasileira. De outra forma, até onde temos conhecimento, não há a mínima possibilidade de se realizar esta operação (como inicialmente previsto) este ano de 2015. Este tipo de declaração não ajuda em nada a melhorar a imagem do PEB, muito pelo contrário. Aproveitamos para agradecer ao leitor maranhense Edvaldo Coqueiro pelo envio desta matéria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário