quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Seminário Industrial Brasil - França

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (19/02) pelo companheiro André Mileski em seu "Blog Panorama Espacial", tendo como destaque o Seminário Industrial Brasil-Franca” a se realizar entre os dias 11 e 12/03 na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), localizada na capital paulista.

Duda Falcão

Seminário Brasil - França 

Andé Milleski
Blog Panorama Espacial
19/02/2015


No próximo mês, entre os dias 11 e 12, acontece na sede da Federação das Industrias do Estado de São Paulo (FIESP), na capital paulista, o Seminário Industrial Brasil-Franca, que tem por principais objetivos "fomentar discussões, promover soluções e gerar oportunidades" nas áreas de Defesa e Aeroespacial entre os dois países. Mais de 40 empresas francesas estão confirmadas, além de palestrantes das forças armadas e industriais.

Segundo o apurado pelo blog Panorama Espacial, esta prevista a vinda de autoridades e industriais de peso por parte do lado francês, além de visitas a certas empresas da base industrial brasileira em São José dos Campos (SP) e no Rio de Janeiro. Um dos nomes cogitados é o de Marwan Lahoud, estrategista-chefe do grupo europeu Airbus e chairman da GIFAS, poderosa associação das indústrias francesas de defesa.

Apesar das poucas perspectivas quanto a materialização de grandes projetos nos setores aeroespacial e de defesa nos próximos anos (após um período fértil, com os programas de submarinos, helicópteros, KC-390, SGDC e F-X2), nota-se os esforços de alguns países e grupos em se posicionar com visão de médio e longo prazo.

O Brasil e a França firmaram em dezembro de 2008 uma parceria estratégica, com reflexos também no campo espacial. Um dos frutos foi o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), em construção pela Thales Alenia Space e que será lançado ao espaço pela Arianespace, numa ação que envolverá ainda transferência tecnológica em campos específicos. No orçamento da Agência Espacial Brasileira (AEB) para este ano - ainda não aprovado pelo Congresso Nacional, são destinados cerca de R$50 milhões para este processo, que contará com a participação de indústrias locais.


Fonte: Blog Panorama Espacial - http://panoramaespacial.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário