terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Começam as Obras de Expansão do ITA

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada ontem (23/02) no site da “Força Aérea Brasileira (FAB)” destacando que foi iniciadas dia 19/02 as obras de expansão do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP).

Duda Falcão

ENSINO

Começam as Obras de Expansão do ITA

Com investimento de R$ 49 milhões, novo prédio terá 16 mil m²

Agência Força Aérea
Publicado: 23/02/2015 - 10:47h


Foram iniciadas, nesta quinta-feira (19/2), as obras de expansão do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP). O projeto começou com a construção do prédio da Divisão de Ciências Fundamentais, a primeira de uma série de ampliações planejadas para dobrar o número de alunos nos cursos de graduação e aumentar em 50% as vagas de Mestrado e de Doutorado. O edifício terá área de 16 mil m² e deve ser entregue no início de 2016. O investimento é de R$ 49 milhões.

O novo prédio terá soluções sustentáveis, como aproveitamento da água da chuva e utilização de ventilação e iluminação naturais. Também foi privilegiado o acesso por meio de caminhada e de bicicletas. A construção terá ainda uma estrutura em aço associada a componentes industrializados para reduzir o desperdício.

O projeto arquitetônico foi pensado para manter o alinhamento com as primeiras construções, elaboradas por Oscar Niemeyer, ainda na década de 1940. Os ambientes de salas de aula e de laboratórios foram planejados para ter flexibilidade e atender a diversas funcionalidades.

Expansão

Nos dois últimos concursos de admissão, o ITA ampliou o número de vagas de 120 para 180 alunos. A meta é chegar a 240 vagas. "O prédio da Divisão de Ciências Fundamentais é o primeiro passo da expansão física do ITA. Esse prédio também viabilizará a reforma das demais áreas do ITA, servindo como suporte a todo corpo docente e às novas atividades didáticas", explicou o Reitor do ITA, Professor Doutor Carlos Américo Pacheco.

Na parte física, o ITA deve receber ainda novas moradias, um auditório de 1.200 lugares, uma biblioteca para 320 mil volumes e alojamentos para graduandos e pós-graduandos. Também está previsto o lançamento de um edital para a contratação de novos professores. Somente em obras, a previsão é de investimentos de R$ 300 milhões até 2019.

“A expansão é mais do que dobrar o número de alunos e professores, mais do que construir novos prédios, é repensar o ensino de engenharia e o ITA em suas atuações”, explica o Reitor. Criado em 1950, o Instituto está em fase de modificação do currículo dos cursos de Engenharia Aeronáutica, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Mecânica-Aeronáutica, Engenharia Civil-Aeronáutica, Engenharia Eletrônica e Engenharia de Computação. Também estão ocorrendo mudanças nas metodologias de ensino, nas avaliações e nas relações professor-aluno.

Como parte do projeto de expansão, o ITA assinou um acordo com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação que tem permitido ao Instituto trazer, por meio de bolsas, professores Seniores e Especiais. Está prevista ainda a implantação do Centro de Inovação junto ao Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP), o objetivo é realizar pesquisas de longo prazo com a participação de universidades, empresas e institutos de pesquisa.

“Como escola de engenharia, nós conseguiremos formar melhores engenheiros se os alunos da graduação e da pós-graduação puderem trabalhar com desafios do mundo real, desafios concretos. Por outro lado, o Centro de Inovação também é importante porque nos permite estreitar laços. Antes de ser uma escola, o ITA foi projetado para desenvolver uma indústria aeronáutica no Brasil. No nosso DNA está a missão de desenvolver e fortalecer o setor industrial”, explica o Reitor.

Entre os ex-alunos do ITA estão o astronauta Marcos Pontes e o engenheiro Ozires Silva, fundador da Embraer, empresa que reúne muitos profissionais formados no Instituto. Subordinado ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) do Comando da Aeronáutica, o ITA é uma escola militar onde os alunos podem optar por seguir a carreira na FAB ou permanecerem como civis.

O vestibular é considerado um dos mais difíceis do país: em 2015 foram 170 vagas para 7.792 inscritos.


Fonte: Jornal Valor Econômico via NOTIMP da FAB - http://www.fab.mil.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário