terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Pesquisadores da NASA, INPE e ITA Discutem Missão na Área de Clima Espacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada hoje (02/12) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que pesquisadores da NASA, INPE e ITA discutem missão na área de Clima Espacial.

Duda Falcão

Pesquisadores da NASA, INPE e ITA
Discutem Missão na Área de Clima Espacial

Terça-feira, 02 de Dezembro de 2014

Pesquisadores do Marshall Space Flight Center, ligado à agência espacial americana (NASA), e do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), estiveram no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) para discutir uma possível colaboração no desenvolvimento de um satélite tecnológico de monitoramento do Clima Espacial.

Em São José dos Campos (SP), o grupo se reuniu com os especialistas do Programa de Estudos e Monitoramento Brasileiro do Clima Espacial (EMBRACE) do INPE, bem como da Divisão de Geofísica Espacial e da Coordenação de Engenharia e Tecnologia Espacial do Instituto, para falar sobre o objetivo tecnológico e de monitoramento da possível missão, o design do satélite e seus equipamentos a bordo.

Participaram do encontro: James Spann, Daniel Schumacher, Joe Cases e Stephen Spehn (MSFC/NASA), André L Pierre Mattei (ITA/DCTA), Clezio Marcos De Nardin, Otávio Santos Cupertino Durão, Joaquim Eduardo Rezende Costa, Marcelo Banik de Padua, Lígia Alves da Silva, Livia Ribeiro Alves, Eurico Rodrigues de Paula, Hisao Takahashi e Luis Eduardo Antunes Vieira (INPE).

Reunião na sala de monitoramento do EMBRACE.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentário: Bom, tá, mas alguém no INPE se lembrou de ter a garantia da “Ogra” e seu MPOG petista? A NASA não é a CAST chinesa, se começar com conversa mole eles caem fora. Na Argentina a parceria americana funciona por que lá se respeita prazos e os recursos são liberados. Já basta a péssima experiência da NASA com o Brasil na questão da Estação Espacial, esqueceram? Agora quanto a missão em questão vale dizer que a participação nesta reunião do Dr. Otávio Durão me fez suspeitar da possibilidade desta missão ser realizada através de um cubesat ou de um nanosatélite, será?

Nenhum comentário:

Postar um comentário