quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Índia Testa Com Sucesso Foguete Espacial Com Módulo Para Astronautas

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada ontem (18/12) no “Portal TERRA” destacando que a Índia testou com sucesso foguete espacial com módulo para astronautas.

Duda Falcão

ESPAÇO

Índia Testa Com Sucesso Foguete Espacial
Com Módulo Para Astronautas

EFF
18 de dezembro de 2014 - 06h29

A Índia testou com sucesso nesta quinta-feira o maior foguete desenvolvido até agora no país asiático, com capacidade para transportar quatro toneladas e um módulo para astronautas, o que abre as portas para a primeira viagem tripulada indiana ao espaço, informaram fontes oficiais.

O foguete GSLV MK-III, de 630 toneladas e 42,4 metros de comprimento, começou seu voo às 9h30 locais (2h de Brasília) no Centro Espacial Satish Dhawan, em Sriharikota, no estado de Andhra Pradesh, sul do país.

As emissoras locais de televisão mostraram como o foguete se elevava rumo ao espaço em uma nuvem de fumaça, enquanto os cientistas da Organização Indiana de Pesquisa Espacial (ISRO, sigla em inglês) comemoravam efusivamente.

"É um dia muito significativo na história espacial da Índia", disse o presidente da Isro, K Radhakrishnan, em discurso transmitido pela emissora "NDTV".

O primeiro dos objetivos da missão era testar o voo do foguete com quatro toneladas de peso, o que duplica a capacidade de transporte atual e permitirá colocar em órbita satélites mais pesados.

O segundo objetivo era estudar os detalhes de uma hipotética reentrada na Terra do módulo para astronautas, que tem o tamanho de um "pequeno quarto" e pode acolher "duas ou três" pessoas, e sua aterrissagem com um paraquedas.

Porta-vozes do ISRO afirmaram que a cápsula "caiu de maneira segura na baía de Bengala, perto das ilhas Andamão e Nicobar" após se desprender do foguete.

O primeiro-ministro, Narendra Modi, parabenizou os cientistas pelo sucesso da missão. "O bem-sucedido lançamento do GSLV MK-III é outro triunfo do brilhantismo e dos duros esforços de nossos cientistas. Parabéns por seus esforços", tuitou o chefe de governo.

A Índia comemorou em 2012 os 50 anos do início de seu programa espacial, um dos mais ativos do mundo.

O país asiático colocou em setembro a sonda Mangalyaan na órbita do planeta Marte, um feito tecnológico que não foi alcançado por nenhum outro país asiático e apenas foi conseguido por Estados Unidos, Rússia e Europa.

A ISRO, que conta com 16 mil cientistas e um orçamento de US$ 1 bilhão, também põe em órbita, através de seu braço comercial, satélites estrangeiros desde 1999.


Fonte: Portal Terra - 18/12/2014 - http://noticias.terra.com.br/

Comentário: Pois é leitor a Índia caminha a passos largos para se tornar a quarta nação do mudo a colocar astronautas no espaço por seus próprios meios, e curiosamente saindo na frente do Japão e da poderosa Europa. Isto caro leitor só se faz com “COMPROMISSO” que, no Brasil, deixou de existir no setor espacial desde que esses governos civis populistas e corruptos de merda assumiram o poder (e olha que os objetivos de nosso PEB são extremamente modestos para um pais com mais de 50 anos de atividades espacias), mas enfim estou cansado de falar deste assunto e cada vez mais entediado e sem qualquer esperança de mudança, fora o fato do meu tempo está cada vez mais restrito o que dificulta a minha possibilidade de escrever comentários longos. Diante disso encerro aqui estes comentários e me limitarei a falar no assunto esporadicamente nos artigos a que venha escrever. Afinal eles não acrescentam nada, pois ninguém está interessado, sendo uma pura perda de tempo, tempo este que já não disponho para ser gasto sem sentido. Como última contribuição para as paredes vejam aqui um exemplo (além dos diversos exemplos de corrupção que assolam o país) do Brasil que vocês estão construindo.

10 comentários:

  1. Orgulho para eles; vergonha para nós!

    Nosso programa espacial tem praticamente a mesma idade que o deles e vejam onde nós estamos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto mesmo!
      O INPE tem quase a mesma idade do CNES (França)!
      E embora tenha muita gente boa neste instituto, tem muito mais picaretas e aproveitadores também! Gerentes que ficam fazendo politicagem, viajando e montando feudos! Façam um levantamento dos projetos, gastos e procurem achar os verdadeiros motivos da falta de resultados. Falta de compromisso, seriedade e ética! E quem aprova todos estes desperdícios e oba-obas? Estes são mestres em vender ilusões, fazem parte de um teatro, de uma cúpula de .......

      Excluir
  2. Prezado DUDA

    A falta de compromisso não é só dos governos e governantes!
    Também é dos diretores de instituições e de servidores públicos, principalmente os de mais alto escalão! Que existem diretores e gerentes que ficam presos somente ao cargo, fazendo politicagem e não exercendo sua função básica. E servidores que viajam às custas do dinheiro público, mas mais curtem estas viagens como se fossem férias do que de trabalho!
    Isto é bem comum!
    Isto é Brasil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo!

      Essa distorções só ocorrem por causa da falta de presença do governo na condução do programa, ou seja, não há interesse do mesmo em fiscalizar e muito menos cobrar resultados. Portanto essas distorções na área executiva do programa não fazem parte dos motivos e sim são apenas frutos deste descaso. Em outras palavras, onde não existe comando, impera a baderna.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. Concordo em parte, mas podemos aceitar esta explicação quando falta ética, honestidade, profissionalismo ou tudo junto das pessoas em questão! Ou seja, nossa sociedade é rudimentar, feudalista, sem noção de bem público e de nação!


      Abraço

      Excluir
    3. Olá Anônimo!

      Isto que você está falando é outra coisa e concordo contigo, mas não se engane, mesmo nas sociedades onde existe a ética, mais honestidade e mais profissionalismo, em programas governamentais ou não como este, se não houver comando, vira baderna também. Veja o caso do Japão onde já houve casos graves de corrupção que levou seus protagonistas ao suicídio praticando o "Harakiri" devido a vergonha de serem descobertos, pois no Japão a questão da Honra é levada muito a sério. Portanto amigo tem de ter comando, se não existe comando vira baderna.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    4. Pois é Duda, mas onde estão os supostos responsáveis por tudo isto?
      Elas estão 20, 25 anos nos mesmos lugares ou até sendo promovidas.
      E só ver quem passou ou passa pela AEB, INPE e seus projetos. São os mesmos que agora dizem terem a receita milagrosa para consertar aquilo que eles comandaram ou comandam, pois estão ou estavam nos cargos de comando destes fracassos. E não estamos falando só de fracassos tecnológicos, certo? Na verdade, existe um mecanismo nefasto que governa e determina estes fracassos. Não dá para por a culpa somente no presidente da república! Se for assim, é melhor culpar DEUS!

      Excluir
    5. Vivemos num país onde o Poder Executivo é comandando por um presidente eleito pelo povo. Se este presidente não faz ou pelos menos não tenta trilhar o caminho correto do desenvolvimento ele é sim o responsável não pela situação (já que vem de outros governos), mas pela manutenção dela, e isto inclui a colocação de pessoas erradas em cargos de gestão, como por exemplo o Sr. José Raimundo Braga Coelho, um fantoche omisso e conivente e útil. Já o caso do Congresso que é o fórum político onde deveria se lutar contra os desmandos do Poder Executivo, está é uma casa formada por pessoas que tem outros interesses, só lutando contra esses desmandos quando os mesmo vão de encontro a esses interesses, e na grande maioria das vezes esses interesses só prejudicam ao país. Você precisa entender que o Programa Espacial é e sempre foi um programa de governo e não de estado como deveria ser. Portanto ele está subordinado as ações da Presidência da Republica, seja na organização do setor, no seu financiamiento, no estabelecimento de políticas e demandas e principalmente na cobrança por resultados aos seus órgãos de gestão e execução. Portanto caro Anônimo a "Ogra" é sim a grande responsável por todo este descaso, não só pela sua falta de ação, pelos seus constantes boicotes orçamentários, mas também pelo seu claro desinteresse pelo assunto.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  3. Só posso parabenizar os indianos, o programa espacial deles é um exemplo a ser seguido.
    No Brasil nos resta lamentar todo desperdício, não só financeiro, mas de tecnologia, profissionais excelentes que estão se aposentando sem conseguir realizar o sonho do lançador brasileiro..........saudoso Paulo Moraes Jr.
    E todo este conhecimento está sendo perdido sem repasse.......triste fim.

    Miraglia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eng. Miraglia!

      Verdade amigo, não só em relação ao desperdício, como também a falta que faz o saudoso Paulo Morais Jr., profissional este que lutou muito pelo sonho de colocar o Brasil entre os países do Clube Espacial, coisa que junto com seus colegas teria conseguido se não fosse esses energúmenos de Brasilia.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir