terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Divisão de Processamento de Imagens do INPE Comemora 30 Anos

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada hoje (16/12) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que a Divisão de Processamento de Imagens do instituto comemora 30 anos.

Duda Falcão

Divisão de Processamento de
Imagens Comemora 30 Anos

Terça-feira, 16 de Dezembro de 2014

A Divisão de Processamento de Imagens (DPI) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) foi criada em 1984 para assegurar o domínio tecnológico nesta área que é fundamental para a plena utilização do sensoriamento remoto por satélites. A DPI faz parte da Coordenação de Observação da Terra (OBT) do Instituto.

Desde o início, acombinação multidisciplinar de engenheiros, analistas de software e pesquisadores de sensoriamento remoto com diferentes formações garantiu que todo o desenvolvimento de tecnologia de geoinformação atendesse às necessidades dos potenciais usuários.

Para comemorar seus 30 anos, a DPI promoveu um workshop no dia 5 de dezembro, ocasião em que foram apresentadas algumas de suas atividades e relembradas experiências e fatos históricos.

Entre os projetos da DPI/INPE, destacam-se o SPRING, sistema integrado de geoprocessamento e processamento de imagens que já ultrapassou a marca de 200 mil usuários, e a TerraLib, biblioteca de código aberto para visualização e exploração de dados geográficos.

Políticas sociais, agricultura, meio ambiente, saúde, entre outras áreas, têm se beneficiado das tecnologias de geoprocessamento e de modelagem ambiental integrada criadas pela equipe da DPI/INPE.

Mais informações: www.dpi.inpe.br

Workshop comemorativo dos 30 anos da DPI aconteceu
no auditório Fernando de Mendonça, no LIT-INPE .
Equipe da DPI.
Equipe da DPI.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário