domingo, 28 de abril de 2013

Primeiro Lançamento da China em 2013

Olá leitor!

Segue abaixo um pequena matéria postada hoje (28/04) pelo nosso companheiro blogueiro português, o Rui C. Barbosa, no blog português “AstroPT”, trazendo maiores informações sobre as cargas úteis (satélites) lançadas dia 26/04 da China, ou seja, a mesma missão onde foram lançados os nanossatélites argentino e equatoriano.

Duda Falcão

Primeiro Lançamento da China em 2013

Rui C. Barbosa
28/04/2013


A China levou a cabo o seu primeiro lançamento orbital de 2013 às 0413UTC do dia 26 de Abril. O lançamento teve lugar desde o Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan e foi levado a cabo pelo foguetão CZ-2D Chang Zheng-2D (Y18).

A bordo estavam quatro satélites, sendo três deles da classe CubeSat. O satélite principal da missão é o GF-1 Gaofen-1 e é o primeiro de uma série de satélites civis de observação da Terra que serão colocados em órbita até 2020.

O GF-1 é baseado no modelo de pequenos satélites do CAST projectado e construído pela China Spacesat Co., a subsidiária comercial do CAST. Equipado com duas asas solares contendo três painéis solares cada uma, o satélite transporta uma câmara CCD com uma resolução de 2 metros, uma câmara multiespectral com uma resolução de 8 metros e uma câmara multiespectral de ângulo aberto com uma resolução de 16 metros. O satélite será capaz de enviar imagens em tempo quase real e em todas as condições de tempo. As imagens servirão para planeamento de agricultura, ajuda em desastres naturais e de origem humana, protecção ambiental e segurança.

Os três CubeSats a bordo são o NEE-01 Pegaso, Turksat-3USAT e o CubeBug-1 ‘Capitán Beto’.

O NEEI-1 Pegaso é um CubeSat-1U e é o primeiro satélite do Equador. O satélite servirá para demonstração tecnológica e educação, nomeadamente o teste de transmissão de vídeo em tempo real, o teste de um painel solar multifásico, o teste de um sistema passivo de abertura de antena, teste de um escudo térmico e de radiação, e o teste de nanotubos de carbono como parte de um sistema de controlo térmico.

Sendo o primeiro nanossatélite de comunicações da Universidade Técnica de Istambul, o Turksat-3USAT é um CubeSat-3U e é um projecto que se segue ao ITUpSat-1 lançado em 2009. O satélite transporta um repetidor linear VHF/UHF que será utilizado para comunicação por voz e um sistema de remoção de órbita que será utilizado para fazer o satélite reentrar na atmosfera após o final da sua vida útil.

Da Argentina vem o CubeBug-1, também designado ‘Capitan Beto’. Este CubeSat-2U é a primeira missão de demonstração tecnológica para o novo desenho da plataforma CubeSat que deverá ser disponibilizado como «open source» e «open hardware». O satélite irá testar o seu computador de bordo e uma câmara de baixa resolução. No final da sua missão principal será utilizado por rádio-amadores.


Fonte: Blog Português AstroPT - http://astropt.org/

Comentário: Aproveito para agradecer mais uma vez ao leitor paulista José Ildefonso pelo envio dessa matéria.

2 comentários:

  1. Caro Duda,

    A versão original foi publicada no sítio do Boletim Em Órbita em http://www.zenite.nu/orbita/index.php?itemid=2402

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  2. Valeu Rui!

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir