segunda-feira, 8 de abril de 2013

Equipe de Alunos da UnB Estão Desenvolvendo CanSat

Olá leitor!

Desde que me entendo por gente ouço as pessoas dizerem que a 'propaganda é a alma do negócio', mas infelizmente a divulgação pela mídia das atividades espaciais brasileiras deixa muito a desejar, e hoje eu particularmente só conheço três profissionais de imprensa que são especialistas nessa área, ou seja, a bela jornalista Virgínia Silveira do jornal “Valor Econômico”, o companheiro blogueiro André Mileski do Blog Panorama Espacial ligado a Revista Tecnologia & Defesa (T&D), e a jornalista Bruna Castelo Branco do jornal “O Estado do Maranhão” que infelizmente aparentemente não está mais cobrindo o PEB.

Diante disso, cada dia que passa, a procura pelo Blog BRAZILIAN SPACE de profissionais, professores e alunos, que atuam nessa área, nos pedindo para divulgamos notícias sobre as suas atividades, tem aumentado exponencialmente nas últimas semanas.

LICAnSat-1 Mission Patch
Após divulgamos noticias sobre as atividades da equipe “UFABC Rocket Design” com o seu foguete “Boitatá 1”, das atividades do Grupo TOPUS da USP São Carlos, das atividades da Equipe Montenegro e dos alunos do Curso de Engenharia Aeroespacial do ITA, nos chega a notícia de que a Universidade de Brasília (UnB) também está envolvida com uma missão chamada “LICAnSat-1”.

Segundo o jovem Pedro Nehme, aluno do Curso de Engenharia Elétrica desta universidade e um dos integrantes da equipe que está desenvolvendo o projeto desse CANSAT, a equipe acha muito importante divulgar o conhecimento utilizado nesse tipo de projeto, para que outras universidades e escolas também se sintam capazes de executar projetos semelhantes.

Na opinião do jovem estudante, “essa é ainda uma lacuna dos projetos universitários atualmente em curso no Brasil. O conhecimento técnico infelizmente está restrito aos alunos das universidades, ou então não são amplamente divulgados como deveria. Pensando nisso, a equipe do projeto  criou um blog para explicar como elaborar um projeto desse tipo e também para que as pessoas possam acompanhar o desenvolvimento do Projeto LICAnSat-1”.

Segundo informações colhidas pelo Blog BRAZILIAN SPACE no blog do projeto, o LICAnSat-1 tem como objetivo projetar, construir e lançar um CanSat Experimental, com aplicações nas áreas de meteorologia e sensoriamento remoto, sendo uma plataforma que foi concebida da união entre dois conhecidos projetos aeroespaciais: o CanSat e o Balão Atmosférico.

Por serem esses projetos conceito muito utilizados na capacitação de pessoas nesse setor, além de serem economicamente viáveis, exigem um conhecimento abrangente em diversas áreas como:

* Ciências Atmosféricas;

* Aerodinâmica;

* Sistemas de Controle;

* Sistemas Embarcados;

* Programação;

* Controle de Temperatura; e

* Sistemas de Comunicação.

Entretanto, esses 2 projetos conceito tem características distintas (tempo de voo, resistência mecânica, arquitetura do sistema) que acabam incorporando uma ou outra característica de um sistema real de satélite, mas nunca incorporam importantes características ao mesmo tempo, como por exemplo carga térmica e resistência mecânica.

A partir disso, foi elaborado o LICAnSat-1, um CanSat que pode ser lançado tanto de um Foguete, como de um Balão Atmosférico, sendo que a depender do modo de lançamento a configuração geral do sistema mudará, mas a idéia é tornar o sistema modular, fazendo com que essas alterações possam ser feitas rapidamente.

Ainda segundo o blog do projeto, a equipe decidiu primeiramente por projetar o sistema para ser lançado de um Balão Atmosférico, pelo fato de ser muito mais barato e mais completo se comparado ao lançamento de um foguete.

Assim sendo o LICAnSat-1, será lançado usando um balão de hélio de 1000 gramas (peso real do balão e não da carga útil). Após mais ou menos 1h ou 2h de voo, o balão estourará a aproximadamente 30 km de altitude (1000 pés), liberando a carga útil. A carga útil contém um parapente que se abrirá logo em seguida, reduzindo a velocidade de queda. Dessa forma a equipe terá o controle sobre a atitude da carga útil, o que será feito por 2 servomotores conectados ao parapente, e aproximadamente 1h depois o CanSat retornará ao solo, pousando em um local pré-definido, evitando assim os transtornos da "caçada".

Características do LICAnSat-1:

* Formato: Cilíndrico;
* Dimensões: 130mm x 160mm;
* Peso Total: Não ultrapassa 1kg (dessa forma o mesmo poderá ser  enquadrado na classe “Open Class” nas competições de CanSat).

Conceito do LICAnSat-1

O LICAnSat-1 será composto por diversos sensores (pressão, temperatura, umidade, nível UV, sonar, câmera, central de medidas inerciais, GPS e sensores de temperatura local) que terão seus dados gravados em cartões microSD.

Aproveitamos para agradecer de público o contato do jovem Pedro Nehme, desejando desde já a ele e toda sua equipe sucesso com o projeto e pedindo-lhe que nos mantenha informado sobre os acontecimentos.

Para maiores informações visite o blog do projeto clicando aqui.

Duda Falcão


Fonte: Universidade de Brasília (UnB)

6 comentários:

  1. A cada dia que passa profissionais,professores e alunos procuram o blog brazilian space para divulgarem seus projetos.Por isso insisto em discutir a minha proposta de nós leitores do blog nos organizamos para dar uma ajuda financeira mensal ao Duda para que continue com as atividades do blog.

    Se me permite Duda,posso escrever um artigo sobre a minha ideia da vakinha e abrir uma discussão com os outros leitores sobre o assunto?.

    Muitos blog por aí mantém suas atividades graças a doações de seus leitores.Por que não fazer o mesmo com o brazilian space?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro E. Gustavo!

      Eu agradeço a sua iniciativa e você tem a minha autorização para escrever o seu artigo. Entretanto amigo devo informá-lo que isso já foi feito anteriormente através do Prof. Marcos Luna do Núcleo Tecnológico do Agreste (NTA) e não deu resultado. Enfim, fica a seu critério e de qualquer forma eu lhe agradeço.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. Legal!.

      Vi o artigo do Marcos Luna a que se refere,vou me basear um pouco nele para escrever o meu.Pois não custa nada tentar de novo.

      Vou ver se em 2 ou 3 semanas eu escrevo o artigo.

      Valeu!.

      Excluir
  2. " CONCORDÂNCIA COM GENERO NÚMERO E GRAU"
    O grupo CEFAB está de pleno acordo com está excelente idéia do Sro. E. Gustavo, não será difícil para os militantes do Blog, conseguir a conscientização de todos que adimira o fabulso e responsável trabalho á frente do Sro. Duda Falção.
    Os assiduos leitores do blog, precisa de novas lideranças das informações sobre o tecnologia espacial e ciências correlatas, representa principalmente o desafio do PEB. A popósito, há uma compreensiva exaustão com o trabalho envolvido por Duda, para fornecer as nitícias que tanto nós atualiza. Pergunto ao Sro. E. Gustavo: Como seria a forma da doação de ofertas e o controle de quem irá comprir com está obrigação social "MENSAL" para o bem de todos leitores?
    A sociedade como um todo, está incomodada com a atitude pólitica com o PEB, desconfiada dos seus salvadores de luta e determinação filosófica, salvadores como o Blog e críticos quando merece.
    O ceticismo dominate de alguns ( donos da razão em Brasília),parece á espera de mais uma supresa contra o PEB, os próximos 5 anos serão ardos e complicado segundo previsão do Blog, arautos da moralidade irão derrapar na curva do espaço tempo."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro que a ajuda financeira mensal ao Duda seja feita através de uma vakinha pelo site vakinha.com.br.

      O Duda criaria uma Vakinha com o valor estipulado e nós leitores faríamos as doações por boleto,cartão de crédito ou transferência bancária para ela.

      Sugiro que os interessados em doar se reúnam no YAHOO!GRUPOS para discutir uma data de cada mês para fazermos as doações.

      É isso...
      Espere algumas semanas.Vou escrever o artigo explicando tudo.

      Excluir
  3. Sobre o assunto do artigo:

    Estive olhando o site do projeto LICAnSat-1, e fiquei muito entusiasmado com as ideias. Muito legal a opção por um retorno usando um parapente com servomotores, num retorno mais controlado.

    Aproveito para sugerir ao Pedro e demais membros da equipe, para destacar no blog do projeto, que se trata de um projeto aberto. Essa medida, vai deixar claro para os leitores que se trata de um projeto que pode ser reutilizado, modificado e adaptado para outras necessidades e ideias.

    Vou deixar aqui como referência um trecho da apresentação do projeto da Copenhagen Suborbitals, um dos mais importantes, se não o mais importante na categoria de projetos abertos.

    "Copenhagen Suborbitals is a suborbital space endeavor, based entirely on private donators, sponsors and part time specialists

    Our mission is to launch human beings into space on privately build rockets and spacecrafts.

    The project is both open source and non-profit in order to inspire as many people as possible, and to envolve relevant partners and their expertise.".

    Att.

    ResponderExcluir