segunda-feira, 29 de abril de 2013

AEL e Governo do RS Formam Polo Tecn. de Sist. Espaciais

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada hoje (29/04) no site “www.defesanet.com.br“ destacando que a AEL Sistemas e o Governo Gaúcho formam Polo Tecnológico de Sistemas Espaciais.

Duda Falcão

COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

AEL e Governo do RS Formam Polo
Tecnológico de Sistemas Espaciais

Governo do Rio Grande do Sul (RS), Brasil, e AEL assinam
contrato para criação de Polo Tecnológico de Sistemas Espaciais.
Programa é pioneiro na América Latina e pretende fomentar e
contribuir para descentralização e autossuficiência do setor no Brasil

Foto: AEL Sistemas
Shlomo Eretz, AEL Sistemas, Bezhalel Machlis, presidente
e CEO ELBIT Systems e o governador Tarso Genro

Rio Grande do Sul, 29 Abril de 2013 - Uma parceria inédita foi criada na manhã desta segunda-feira (29), em Israel, para fomentar, descentralizar e desenvolver o setor espacial brasileiro. O Governo do Estado do Rio Grande do Sul e AEL Sistemas - situada em Porto Alegre e atuando no segmento aeroespacial desde 1983 - assinaram um Memorando de Entendimento durante a visita da comitiva gaúcha em missão empresarial em Israel.

O documento celebrado no Centro de Tecnologia Avançada de Haifa corresponde à formalização da intenção de seus signatários de implantar um programa capaz de atender as necessidades essenciais do país e contribuir para a autossuficiência nessa área. A iniciativa envolverá a participação do meio acadêmico (universidades), institutos, a iniciativa privada e o poder público. A participação do meio acadêmico se torna indispensável para a formação de mão de obra especializada.

O Governo de Estado estará se comprometendo em ampliar as capacitações e infraestruturas mínimas fazendo investimentos no estado, como, por exemplo, ampliar as capacitações da Fundação de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (CIENTEC) e do Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (CEITEC). A vanguarda tecnológica e a expertise serão garantidas por meio da experiência das empresas com atuação reconhecida no setor, como no caso da AEL e também de outras empresas parceiras nacionais e internacionais.

O primeiro projeto prático do polo será o desenvolvimento de um satélite de pequeno porte envolvendo as universidades, a AEL e parceiros internacionais. O objetivo será gerar interesse do meio acadêmico no segmento espacial.

Segundo o presidente da AEL Sistemas, Shlomo Erez, a assinatura do contrato simboliza a intenção da empresa de, em conjunto com o Governo do Estado, desenvolver no Rio Grande do Sul tecnologias estratégicas que irão atender necessidades essenciais do Brasil. "A criação deste polo espacial vai inserir nosso Estado no seleto grupo de regiões do mundo que dispõe de infraestrutura e know-how para a definição de Sistemas Satelitais, Integração de Satélites e Fabricação e Qualificação de Componentes, Unidades e Subsistemas de uso espacial de alta tecnologia e valor agregado", explica Shlomo.

Polo Tecnológico de Sistemas Espaciais

A assinatura do Memorando de Entendimento é considerado o primeiro passo para a concretização do Polo Tecnológico de Sistemas Espaciais. Os estudos realizados sugeriram que o polo tenha vocação mista, para continuar atraindo os investimentos da iniciativa privada e contribuir para transformar a região em polo de difusão de ciência, tecnologia e inovação, a partir de parcerias com as principais universidades do Estado, empresas internacionais, os institutos nacionais, os ministérios e a Agência Espacial Brasileira.



Comentário: Hummm essa notícia não me cheira bem, e saber que a empresa israelense Elbit Systems, através de sua subsidiaria brasileira, a AEL Sistemas, esta agora ciscando em torno do CEITEC, com a concordância do governo gaúcho, e logo depois de termos apresentado aqui no blog hoje uma matéria sobre a situação preocupante vivida por esse centro (veja aqui), me causa grandes calafrios. Tem mais coisa nessa história e não duvido nada que uma vez mais o prejudicado vai ser o Brasil. Deus, não tem jeito. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário