quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Brasil Terá Segunda Representante no Espaço

Olá leitor!

Segue abaixo uma interessante matéria publicada na Revista Espaço Brasileiro (Out. Nov. Dez. de 2010), destacando o Brasil está próximo de ter a sua primeira astronauta mulher no espaço.

Duda Falcão

Geral

Brasil Terá Segunda
Representante no Espaço

Veronique Koken voará em 2012, por missão privada americana.
Ela pretende incentivar jovens e mulheres com sua experiência.

Leandro Duarte e Raíssa Lopes

Depois do tenente coronel do ar, Marcos Pontes, outro brasileiro irá ao espaço. E desta vez é uma mulher, Veronique Balsan Koken, 48 anos, paulista, foi selecionada em 2008, para a missão do instituto “Americans in Orbit”. A astronauta voará em 2012. “Sempre acalentei o sonho de ir ao espaço. Eu sabia que um dia ia acontecer!”, conta Veronique. A “Americans in Orbit”foi fundada em 2005, com o intuito de comemorar os 50 anos do primeiro vôo orbital de um americano, em 1962.

Veronique já começou a preparação para a missão. O treinamento é realizado na Aurora Aerospace – instituto na Flórida (EUA), presidido pela própria Veronique, que oferece práticas reais para candidatos a astronautas. A Aurora Aerospace oferece treinamentos de alto desempenho no jato militar L-39, vôos de microgravidade em um Rockwell 700, treinamento em altitudes elevadas, simulador de nave espacial: máquina de desorientação espacial. A preparação não se restringe a profissionais da área espacial. A Aurora Aerospace tem parceria com o “Americans in Orbit” para treinar futuras expedições ao espaço.

Para completar sua preparação, Veronique fará curso para cosmonauta na Agência Espacial Russa, em 2011. O treinamento na Rússia durará aproximadamente seis meses e contará com atividades como centrífuga humana e sobrevivência em condições extremas. A preparação específica aos sistemas da cápsula do tipo Gemini (cápsula desenvolvida pela Agência Espacial Americana para enviar tripulação de dois homens ao espaço), será realizada na parte final do treinamento.

Para Veronique, o fato de ser a primeira mulher brasileira a ir ao espaço trará não somente reconhecimento profissional, mas também responsabilidades. De acordo com ela, a viagem orbital servirá como exemplo para outras brasileiras que pensam em investir no ramo aeroespacial. “Me sinto responsável por dividir minha experiência. Sobretudo com outras mulheres. Se houver empenho e estudos, elas poder ter qualquer emprego na área da ciência e tecnologia”.

Missão e Objetivos – A brasileira será a segunda em comando na missão e, terá a responsabilidade de fazer o contato entre a aeronave e a Terra. Ela viajará ao espaço em companhia do médico socorrista Howard Chipman. Ele tem 30 anos de experiência de vôo, possui treinamento para cosmonauta na Rússia e será o comandante da missão.

O vôo orbital terá duração de três dias e levará alguns experimentos científicos ainda a serem definidos. Porém, segundo a astronauta, eles poderão carregar até cinco toneladas em equipamentos para órbita. Certamente haverá experimentos envolvendo microgravidade.

O projeto também prevê uma parte educacional. Será um debate sobre as experiências dos astronautas no decorrer da missão. Inicialmente, contará com a presença dos estudantes do Departamento de Engenharia Mecânica e Aeroespacial da Universidade de Huntsville, no estado do Alabama (EUA). Eles estão testando os sistemas de pouso e recuperação na cápsula Gemini IR sob a tutela do ex-administrador da Agência Espacial Americana (NASA), Michael Griffin. A idéia é que o debate seja estendido, por meio da internet, a estudantes de todas as partes do planeta.

“Americans in Orbit” – A “Americans in Orbit” é um projeto criado e presidido pelo ex-piloto da Força Aérea Americana, Byron Craig Russel. O instituto nasceu após sua constatação de que a população americana desconhece e não dá muita credibilidade ao projeto espacial do seu país. Russel quer oferecer um programa internacional de educação para ciência, além de comercializar atividades espaciais. Além de Russel, a empresa conta com o vice-presidente Greg Allison, que trabalha há mais de vinte anos no campo da engenharia espacial.

Perfil – A brasileira, mãe de dois filhos, vive nos Estados Unidos a 18 anos. Ela tem mestrado em Aeronáutica pela Universidade Embry Riddle, no campus da Base Aérea Edwards, na Califórnia. Leciona matemática na Maimi International University of Art & Design, Tampa, já deu cursos para NASA e ensina Ciências Espaciais para jovens alunos da Força Aérea Auxiliar na qual tem a patente de capitão. Também é certificada em mergulho avançado e voluntária na Guarda Costeira Auxiliar. Veronique fala fluentemente português, inglês, espanhol, italiano e francês. “Acredito que as atividades que desenvolvi até hoje (estudos de alto nível, piloto de jato militar, mergulhadora avançada, educadora a 18 anos, voluntária, e mãe) foram fundamentais para que eu fosse selecionada para ir ao espaço”, conclui Veronique.


Fonte: Revista Espaço Brasileiro - num. 10 - Out. Nov. Dez. de 2010 – pág. 30

Comentário: Confesso leitor que inicialmente achei essa história toda sem pé, nem cabeça. Vamos lá, treinando para Astronauta numa empresa privada Americana, prevista para fazer treinamento para cosmonauta na Rússia para voar numa velha nave Gemini onde o sistema do trem de pouso e recuperação da cápsula está sendo testado por universitários, me faça uma garapa. Além disso, qual o foguete que será usado nesta missão? Fiquei com um pé atrás e ai fui verificar essa história, afinal foi publicada pela revista Espaço Brasileiro. Pois é leitor, não é que é verdade mesmo. Essa mulher não só será a primeira brasileira como também a primeira sul-americana a voar para o espaço. Assim sendo, porque a AEB não aproveita a oportunidade e entra em contato com a brasileira para ver a possibilidade de enviar experimentos brasileiros neste vôo? Poxa, será que é tão difícil visualizar isso? Entrem em contato com a brasileira, vejam a possibilidade e se for o caso abram um novo AO (Anúncio de Oportunidade). Será muito bom para a comunidade científica e para a imagem do próprio PEB, tenham atitude que ainda deve dar tempo. Sinceramente espero que vocês se mexam e não fique vendo a banda passar.

6 comentários:

  1. Só uma duvida ,como ela vai chegar ao espaço ?

    ResponderExcluir
  2. Pois é André,

    Na matéria não ficou claro isso, a não ser que será através de uma velha cápsula Gemini, mas não cita o foguete que levará essa cápsula. Tomara Deus que essa gente saiba o que está fazendo, para o bem dessa mulher e de seu companheiro de vôo.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. Será que por ter cidadania americana ela não vai com a 'bandeirinha' dos EUA na farda?

    ResponderExcluir
  4. Bom André, no site da Aurora Aerospace ela aparece como brasileira. Eu acredito que ela leve a bandeirinha verde e amarela. Mas confesso que estou preocupada com ela e torço que saia tudo bem.

    Duda Falcão
    (Blog Brazilain Space)

    ResponderExcluir
  5. Caro duda, o link de um vídeo interessante sobre a missão.

    http://www.youtube.com/watch?v=rBUGao1Po3k&feature=mfu_in_order&list=UL

    ResponderExcluir
  6. Valeu Andre!

    Já está online e obrigado pela dica.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir